Notícias

000379 – 04.02.2014 - Região registrou queda de mil Raios

Campinas registrou na noite de terça-feira, durante o temporal que vitimou uma pessoa em Paulínia, a queda de 800 Raios - Descargas Elétricas Atmosféricas -, de acordo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Somado com Indaiatuba, que teve 277 Raios, a região teve 1.077 Descargas Elétricas Atmosféricas em uma única noite. A chuva também deixou um rastro de árvores caídas pela cidade. Desde o dia primeiro de janeiro até agora, Campinas teve 1.091 Raios, ainda de acordo com o ELAT. E a previsão do tempo para os próximos dias é de novos temporais com forte incidência de vendavais e mais Raios, segundo o site do Centro de Pesquisas Meteorológicas Aplicadas à Agricultura (CEPAGRI) e do INPE. A temperatura continua alta, na casa dos 20 e 30 °C, com possibilidade da incidência de ultravioleta atingir o nível mais alto, de 14, no período de 10 h e 15 h nos próximos dias. Cuidados: A incidência de tempestades com rajadas de vento, Raios e chuvas de grande intensidade é comum nesta época do ano. A Defesa Civil de Campinas orienta, a população sobre os cuidados necessários para evitar transtornos e até acidentes graves. Segundo Sidnei Furtado, diretor da Defesa Civil de Campinas, uma das grandes preocupações desta época do ano é instabilidade do tempo e a incidência de tempestades, com a emissão de Descargas Elétricas Atmosféricas - Raios. Sidnei recomenda que toda vez que o tempo começar a fechar, a pessoa mantenha-se em sua residência ou em lugar fechado, antes e depois da chuva, já que os Raios se propagam com maior frequência. “É importante manter-se longe de campos de futebol, piscinas, postes e caixa d'água”, afirma. Ainda em caso de tempestades com Raios, as pessoas não devem ficar próximas a postes, mastros e árvores isoladas ou em topos de morros e elevações e próximas às janelas. Também não devem tomar banho, andar a cavalo, usar o telefone, ligar aparelhos ou motores elétricos. Os  melhores  locais  para se proteger são: casas, edifícios, caverna, galpões de estrutura metálica e carros não conversíveis. Caso não encontre um abrigo, fique na seguinte posição: ajoelhado, com o corpo curvado para frente, as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles. Essa postura imita o formato de uma esfera, não deixando o corpo funcionar como uma ponta que atrai Raios. Por Douglas Fonseca - douglas.fonseca@rac.com.br Fonte e Imagem – http://correio.rac.com.br/_conteudo/2014/01/capa/campinas_e_rmc/143226-regiao-registrou-queda-de-mil-raios-durante-a-tempestade.html Raio é registrado  na Rodovia Santos Dumont, em Campinas    

Postado em 01/02/2014

Meus Livros

Clique sobre o livro para comprar!

Parceiros